28.6.09

Mora Fuentes, a fábula de um rumo

José Luis Mora Fuentes
(Valencia, España, 9/10/1951 - Campinas, Brasil, 13/6/2009)


"As coisas sem conta que se acumulam por toda uma vida eu as perdi em algum lugar. Agora em mim, apenas um desejo antigo de finitude. Nem por isso o tempo à minha frente deixa de se fazer extenso desordenado. Tento me convencer que sempre surgirão novas possibilidades. E é por isso que manhoso, inventariando ilusões, oposto à verdade, aguardando espantos, exausto sim, como quando chegamos ao mais alto do monte que subimos, extraviado dos homens, naufragando impune nas invenções da vida, aqui estou. E pela milésima vez eu recomeço e recomeço e me refaço."


(in "Fábula de um Rumo" - Mora Fuentes, Moderna, 1980)

Foto: Mora Fuentes em janeiro de 1991 na Casa do Sol, em Campinas - álbum de família

1 Comments:

At 29/6/09 10:26, Blogger claudia barcellos disse...

nossa malu, que texto lindo!
amei tanto que coloquei no meu orkut. não conheço o autor.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home