5.3.07

De "Vênus em Escorpião"

XXIV

Amor
amora que sabes
já sem sumo
palavra gasta
bagaço

os corações da romã
dilacerados
um a um
nos pomares
de outros braços.






(Do meu Vênus em Escorpião, um livro de tiragem limitada. Pintura: Black Line, de Kandinsky)

3 Comments:

At 5/3/07 10:49, Blogger Arthur disse...

Luiza..que bom te ter de volta aqui.... Eu descobri teu blog tem uns meses, mas tinha mto tempo que nao via atualização. Sinceramente, nao sei como te encontrei, acho que busquei algum texto no google e acabei vindo parar aqui... Grande achado.

Lindos versos de hoje, a pintura então..excelente escolha!

Abraços

 
At 5/3/07 10:53, Blogger Arthur disse...

(Sobre os meus doze comentarios repetidos num post lá em baixo, desculpa..rs.rs foi um erro do meu pc e eu nao consegui apagar..rs..

Abração!

 
At 11/3/07 22:32, Blogger rosammattos disse...

Malu querida

Que belo poema e tão doííído.
Não me conformo com a tiragem reduzida.
Quando se faz uma coisa boa, há que dividir, divulgar.
Beijo
Rosa

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home